quinta-feira, 17 de fevereiro de 2005

Que Cena Miserável - republicação


Republico o post, de 12 de Novembro de 2004, porque só hoje consegui fazer meu hello postar a foto.
Continua actual e é importante denunciar a falta de vergonha.
O Diário de Notícias está realmente virado do avesso.
O certo é que a propósito da morte de Arafat, este jornal, na capa, não se lembrou de dizer nada melhor do que:"Arafat sai de cena"
Por favor, me alertem se eu estiver sendo muito implicante.
Mas eu acho a frase de um extremo mau gosto.
Sai de cena?
O homem morreu! Faleceu! Não existe mais! Bateu a bota!
Ele já estava há anos a representar o povo da Palestina! Era um líder!
Agora, na capa, "Arafat sai de cena", como se fosse ali na esquina tomar um café, como se tivesse simplesmente saído da política, como se fosse um actor que saiu do palco.
Ele saiu do palco, não é isso que está em causa.
O que me parece é que valorizaram muito o palco e pouco a pessoa.
Aonde estamos?
Ah já sei, no DN!
Imaginem se um de nós, qualquer um, falecesse e as pessoas dissessem: Fulano saiu de cena.
Ai DN, o que te fizeram.Posted by Hello

1 comentário:

Fernanda disse...

"Morre o líder palestino Yasser Arafat"
...isso é objetivo sim, mas traduz de forma mais respeitosa e justa a vida e a morte de um político marcante nos últimos tempos... sem dúvida, concordo contigo, com relação às palavras e também à imagem que ilustra a manchete. Absurdo!