sexta-feira, 7 de maio de 2010

Afastar-se

Hoje me falaram sobre óleo. Sobre como é complicado conviver com quadros que nunca mais secam. As minhas suspeitas se confirmaram completamente.
Pelos vistos, se eu já ia me afundar em não sei bem que tipo de sentimento, aguardando o quadro secar, tê-lo empatando mais produções e ter de andar pedindo licença para não esbarrar nele durante tanto tempo ia ser um inferno. (minha nossa, que frase tão grande. é melhor não me meter com óleo mesmo)
Nunca digas dessa água não beberei, no entanto. É fatal que vou experimentar um dia.